Comentários Sobre TRIZ e o Livro de Semyon D. Savransky

“Invenção e inovação estão no âmago da resolução de problemas em cada disciplina”.
Com estas palavras na contracapa, o livro de Semyon D. Savransky, “Engineering of Creativity – Introduction to TRIZ Methodology of Inventive Problems Solving” procura posicionar o alcance de TRIZ e sua correlação com as atividades voltadas para o desenvolvimento de produtos industriais de empresas como a Ford, NASA, Motorola, Unisys e Rockwell International.

Pouco difundida em nosso país, mas apresentando boas perspectivas de uma maior aceitação nos próximos anos, a metodologia TRIZ vem ultimamente tendo um crescimento significativo, tornando-se uma metodologia interdisciplinar amadurecida e confiável, respondendo por um grande número de novos produtos patenteados através de seu uso criterioso.

Aliada às técnicas tradicionais de desenvolvimento do produto e assumindo a liderança entre os métodos empregados na conversão de novas idéias em produtos industriais competitivos, esta metodologia surgida na antiga União Soviética guarda para si um longo e brilhante futuro.

O autor deste blog, Prof. Sylvio Silveira Santos, entusiasta de TRIZ, vem trabalhando com esta metodologia já há algum tempo, após conhecê-la através do uso de uma outra ferramenta utilizada para desenvolvimento de produtos segundo a voz do cliente: a técnica do QFD, Quality Function Deployment, criada no Japão pelo Dr. Yogi Akao, originalmente destinada à construção de grandes petroleiros naquele país.

O uso de TRIZ independentemente de QFD levou o autor deste Blog a uma investigação acerca da aplicabilidade de ambas as metodologias, o que lhe proporcionou uma visão ampliada de seu alcance e aplicabilidade nas áreas de sistemas produtivos, desenvolvimento de novos produtos e inovação sistemática.

É com intuito de divulgar as imensas possibilidades desta metodologia que este Blog foi criado.

Buscando uma permanente atualização de ambos os veículos de divulgação da metodologia e de seu conteúdo na Internet, gostariamos de receber críticas e sugestões para aprimoramento de nosso trabalho.

Um comentário sobre “Comentários Sobre TRIZ e o Livro de Semyon D. Savransky

  1. Bancos de Patentes na InternetSegundo Savransky, Semyon D. (1), as heurísticas de TRIZ e seus instrumentos, assim como TRIZ, são baseadas na seleção e estudo de patentes em seu nível mais alto. De acordo com este especialista, existem categorias de fatos que são importantes em TRIZ:1 – Conhecimento da heurística básica usada na resolução de problemas técnicos; 2 – Conhecimento das tendências de evolução dos sistemas técnicos e processos tecnológicos 3 – Informações sobre novos efeitos científicos e técnicos e fenômenos associados. Dentre as diferentes fontes existentes para consultas, como enciclopédias, manuais, livros especializados e fontes de consulta na Internet, uma fonte de informações se sobressai junto às demais: os Bancos de Patentes.Savransky, na obra citada, afirma que somente patentes:I – Possuem estrutura uniforme para representação da informação; Informam sobre o “estado da arte” e II – Descrevem os pontos fracos das técnicas anteriores.(CF, Pg. 146, obra citada) “Existem hoje no mundo mais de 20 milhões de patentes, mesmo ocorrendo duplicação em alguns países.Embora 85% das patentes existentes não sejam aplicáveis a TRIZ, cerca de 3 milhões de patentes merecem cuidadoso estudo, e devem ser pesquisadas por pessoas cuidadosas e conhecedoras de TRIZ”, segundo o mencionado autor (1).Neste comentário fornecemos links para diversos Bancos de Patentes disponibilizados na Internet, cuja consulta recomendamos.> Organização Mundial da Propriedade Intelectualwww.wipo.int > Instituto Nacional da Propriedade Industrialwww.inpi.gov.br > Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologiawww.fortec-br.org > The Association of University Technology Managerswww.autm.netwww.betterworldproject.net > European Patent Officehttp://ep.espacenet.com > Delphion (base de patentes)www.delphion.com > Banco de Patentes do Google – Pesquisas em um universo de 7 milhões de patentes:Em: http://www.google.com/patents > USA – Base de Consulta de Patentes dos Estados Unidos:Em http://www.uspto.gov/- Web Sites relacionados:Para facilitar buscas na Internet, fizemos aqui o repasse de links publicados pela Base de Consultas de Patentes dos EEUU. Todos estes links podem ser acessados diretamente daquela base, inclusive o do Brasil, que indicamos acima. Governo Norteamericano> US Department of Commerce — Home Page: http://www.doc.gov/ > Bureau of Industry and Security — Fastener Quality Act pagehttp://www.bis.doc.gov/ComplianceAndEnforcement/FastenerQualityAct.htm > National Institutes of Science and Technology — Fastener Quality Act page: http://ts.nist.gov/WeightsAndMeasures/fqa.cfm > US Department of Energy – Energy Efficiency and Renewable EnergyPrograma de Inovações e Invenções: http://www.eere.energy.gov/inventions/ > US Copyright Office: http://www.copyright.gov/ > Commonly Requested Federal Services (USA.gov): http://www.usa.gov Veja-se também, no United States Trademark and Patents Office, Other Identifiers para links relativos a outras agências e organizações envolvidas. – Outros órgãos relativos a Registro de Propriedade Intelectual > Site da Cooperação Trilateral Europa – Japão – Estados Unidos:http://www.trilateral.net/ > Sites de Organismos Reguladores de Patentes e Propriedade Intelectual de vários países: >> Argentina: http://www.inpi.gov.ar/templates/index.asp >> Austrália: http://www.ipaustralia.gov.au/ >> Austria: http://www.patent.bmvit.gv.at/Home/index.html >> Bélgica: http://www.picarre.be/page.asp?id=519 >> Belize: http://www.belipo.bz/ >> Brasil: http://www.inpi.gov.br/ >> Bulgária: http://www1.bpo.bg/ >> Canadá: http://cipo.gc.ca/ Canadian Patent Database: http://patents1.ic.gc.ca/intro-e.html >> Chile: http://www.dpi.cl/tapa.asp?cuerpo=486 >> China: http://www.chinatrademarkoffice.com/ptreg/index.jsp >> República Tcheca: http://isdvapl.upv.cz/servlet/page?_pageid=82,110&_dad=portal30&_schema=PORTAL30 >> Chipre: http://www.mcit.gov.cy/mcit/drcor/drcor.nsf/index_en/index_en?opendocument >> Dinamarca: http://www.dkpto.dk/ >> Egito: http://www.egypt.gov.eg/arabic/default.asp >> Estonia: http://www.epa.ee/ >> European Patent Office: http://www.epo.org/ Site de busca de patentes européias: esp@cenet >> Finlandia: http://www.prh.fi/ >> França: http://www.inpi.fr/front/?ref=http://www.uspto.gov/cgi-bin/exitconf/internet_exitconf.pl?target=www.inpi.frundefined >> Georgia: http://www.sakpatenti.org.ge/ >> Alemanha: http://www.patent-und-markenamt.de/index.htm >> Grécia: http://www.obi.gr/online/ >> Hong Kong: http://www.ipd.gov.hk/ >> Hungria: http://www.hpo.hu/English/ >> Iceland: http://www.patent.is/focal/webguard.nsf/key2/indexeng.html >> Irlanda: http://www.patentsoffice.ie/en/homepage.aspx >> Itália: http://www.sviluppoeconomico.gov.it/ >> Japão: http://www.jpo.go.jp/ >> Coréia: http://www.kipo.go.kr/kpo2/user.tdf?a=user.english.main.BoardApp&catmenu=ek >> Lavínia (Latvia): http://www.lrpv.lv/ >> Lituania: http://www.vpb.gov.lt/en/ >> Luxemburgo: http://www.eco.public.lu/ >> Malasia: http://www.mipc.gov.my/ >> México: http://www.impi.gob.mx/impi/jsp/indice.jsp e http://www.impi.gob.mx/impi/jsp/aviso_buscaCIPS.html >> Moldávia: http://www.agepi.md/md/noutati/ >> Monaco: Consultar o European Patent Office em http://www.epo.org/patents/patent-information/patlib/directory.html >> Holanda: http://www.octrooicentrum.nl/ >> Nova Zelândia: http://www.med.govt.nz/templates/StandardSummary____14644.aspx >> Noruega: http://www.patentstyret.no/no/ >> África: Organization Africaine de La Propriété Intellectuelle:http://www.oapi.wipo.net/fr/OAPI/index.htm >> Perú: http://www.indecopi.gob.pe/ >> Filipinas: http://ipophil.gov.ph/ >> Portugal: http://www.inpi.pt/irj/portal/anonymous >> Romania: http://www.osim.ro/ >> Russia: http://www.fips.ru/rospatent/index.htm >> Singapura: http://www.ipos.gov.sg/main/index.html >> República Eslovaca: http://www.indprop.gov.sk/ >> Espanha: http://www.oepm.es/cs/Satellite?c=Page&cid=1144260495042&classIdioma=_es_es&idPage=1144260495042&pagename=OEPMSite%2FPage%2FtplHome >> Suécia: http://www.prv.se/ >> Suissa: http://www.ige.ch/ >> Turquia: http://www.turkpatent.gov.tr/portal/default.jsp >> Ucrânia: http://www.sdip.gov.ua/eng/ >> Reino Unido: http://www.ipo.gov.uk/ UK Design, Patent and Trademark databases: http://www.patent.gov.uk/search >> World Intellectual Property Organization : http://www.wipo.org (WIPO) Veja-se também:Global/International Intellectual Property para acesso a recursos relativos à gestão internacional da propriedade intelectual, mecanismos de proteção e acesso a outras fontes de informação. Outros Sites de Interesse >> Invent Now: National Inventors Hall of Fame. Em http://www.invent.org/ >> The Collegiate Inventors Competition: em http://www.invent.org/collegiate >> European Patent Office – Em http://www.epo.org/patents.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s